Quem se lembra dos aparelhos de celular antigos, recorda-se também que sua carga durava mais tempo que os modelos atuais. Isso porque o avanço da tecnologia trouxe diversas funcionalidades que, além de serem muito úteis, consomem mais energia da bateria do smartphone.

Para não correr o risco de ficar sem energia no aparelho e aproveitar ao máximo a vida útil das baterias, o jeito é recorrer a algumas dicas que vão fazer seu smartphone ter carga por mais tempo. Ficou curioso para saber quais dicas são essas? Então, continue esta leitura!

1. Carregar o celular no computador

Esse é um hábito comum e muita gente não sabe que é prejudicial para o celular. Quando você utiliza o cabo USB para carregar seu aparelho, além de demorar mais, pode danificar a bateria. 

Isso acontece porque o aquecimento entre duas entradas USB é maior que o carregamento por meio da tomada. Esse calor é exatamente o fator que diminui a vida útil da bateria, já que os eletrodos e eletrólitos presentes nela possuem estabilidade apenas em baixas temperaturas. 

Por esse motivo, o ideal é carregar seu smartphone direto na tomada — que fornece corrente mais estável — e, de preferência, com um carregador original. 

2. Usar carregadores falsos

Os carregadores falsos podem ser uma saída rápida e barata. Entretanto, causam um prejuízo maior do que você pensa: danificam a bateria do seu celular. 

Além de não oferecerem a mesma capacidade de carga, esses dispositivos não são seguros e podem proporcionar superaquecimento do conector, encaixes imperfeitos, erros de sincronização, dentre outros problemas. 

3. Deixar o celular carregando a noite toda

Uma coisa é certa no que se refere às baterias de hoje: calor e componentes eletrônicos não são uma boa combinação. 

Por essa razão, deixar o celular carregando durante a noite gera excesso de calor, já que depois de completar a carga de eletricidade, a energia se transforma em calor e prejudica não só a bateria, mas todo o aparelho.

Sendo assim, o ideal é não ultrapassar o limite, que fica entre 8 e 10 horas. É mais aconselhável fazer recargas curtas do que uma muito longa, exagerando no tempo e superaquecendo o aparelho.

Como as bateria de lítio — que são as utilizadas atualmente — não sofrem o efeito da memória, não há com o que se preocupar.

4. Descarregar completamente o smartphone

Talvez você não saiba, mas os celulares atuais não devem descarregar totalmente. Na verdade, isso pode ser prejudicial para a bateria.

Não é à toa que alguns telefones possuem um sistema de segurança que o desliga quando a carga chega a 5%. O ideal é colocar para carregar quando o indicador de energia estiver em 15 ou 20%.

5. Não configurar corretamente a luz de fundo

Não é segredo para ninguém que a tela dos smartphones é um grande inimigo quando se trata da durabilidade da bateria. Quando você não ajusta a duração da luz de fundo, faz com que a tela permaneça ligada por mais tempo, mesmo depois do uso. 

Então, a dica é configurar o sistema para que a luz se apague o quanto antes, já que 30 segundos são suficientes para representar um grande desperdício de energia. 

Se você seguir as dicas que apresentamos acima, a bateria do seu celular não vai te deixar na mão! É só prestar atenção ao modo de carregá-la e ficar longe de carregadores falsos.

Agora que você já sabe quais hábitos estragam a bateria do smartphone, compartilhe este post nas redes sociais e mostre aos seus amigos!